segunda-feira, 2 de maio de 2016

Sinasefe-IFSul tem expressiva participação nas etapas municipal e estadual do II ENE


Com 26 delegados, o Sinasefe-IFSul participou da organização, das Mesas Temáticas e dos Grupos de Discussão da Etapa Estadual do II Encontro Nacional de Educação. 

| Etapa Municipal

No dia 8 de abril, o auditório do IFSul – Campus Pelotas recebeu a Etapa Municipal do II Encontro Nacional de Educação. Aproximadamente 120 pessoas participaram do encontro, que teve como objetivo discutir as perspectivas para a construção de projeto de educação democrático e a serviço dos trabalhadores. O Sinasefe-IFSul foi um dos organizadores e financiadores do encontro.

Os ataques à educação, cada vez mais fortes, bem como o fortalecimento da união de sindicatos, entidades, coletivos e pessoas ligadas à defesa desse direito social foram pontos norteadores do debate. 

Durante a tarde, foram organizados dois grupos temáticos para a discussão. O primeiro: Gestão; financiamento; avaliação; trabalho e formação docente e o segundo: Acesso e permanência; gênero, sexualidade e questões étnico. Na plenária final, os grupos apresentaram os encaminhamentos dos debates, que foram enviados para a Etapa Estadual do II ENE.

| Etapa Estadual

Mais de 450 trabalhadores e estudantes da educação básica, técnica e tecnológica e do ensino superior estiveram reunidos entre os dias 21 e 23 de abril na Etapa Estadual do II Encontro Nacional da Educação (ENE), que ocorreu em Porto Alegre (RS). O encontro discutiu propostas sobre a educação pública brasileira, que serão apresentadas no II ENE, que será realizado em Brasília (DF), de 16 a 18 de junho deste ano, com o mote "Contra o ajuste fiscal e a dívida pública – por um projeto classista e democrático de Educação".

Com 26 delegados, o Sinasefe-IFSul foi um dos sindicatos com maior representatividade no Encontro. Além de expressiva, a delegação foi extremamente ativa, participando da organização do evento, na composição de diversas mesas temática e na coordenação dos grupos de discussão. 

Durante os três dias de encontro, foram realizadas mesas temáticas e reuniões de grupos de trabalho para debater os eixos previstos para o II ENE: financiamento; gestão; avaliação; gênero, sexualidade, orientação sexual e questões étnico-raciais; acesso e permanência; trabalho e formação dos trabalhadores e das trabalhadoras da educação. No último dia (23), a plenária final sistematizou as discussões dos grupos em um documento, que será remetido ao encontro nacional.

Assembleia Geral do Sinasefe-IFSul




quarta-feira, 27 de abril de 2016

Poucos avanços na reunião com a Setec/MEC desta semana

O SINASEFE se reuniu com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) nesta terça-feira, 26 de abril, em Brasília-DF. Sem avanços significativos, a reunião foi curta e abordou poucas pautas, como por exemplo a transposição dos cargos do PUCRCE para o EBTT, que já havia sido tratada no encontro mais recente.

Durante a atividade, o sindicato entregou à Setec o catálogo fruto das discussões realizadas em abril de 2015, durante o 9º Seminário de Educação do SINASEFE, em Porto Seguro-BA. A resolução traz em suas primeiras páginas uma curta introdução escrita pela pasta de Políticas Educacionais e Culturais do SINASEFE. Em seguida vem a apresentação do conteúdo: os princípios; o quadro conceitual; nossa visão sobre autonomia com diálogo social permanente; a ideação sobre o que seria uma gestão democrática na Rede; a descrição das nossas atividades-fim: o ensino, a pesquisa e a extensão; o trabalho como princípio educativo; e um capítulo sobre a situação peculiar das Instituições Militares de Ensino formam a composição do material – que é apresentada em meio à fotos e ilustrações. Ao receber a publicação, o secretário Marcelo Feres destacou a relevância deste debate propositivo por parte da entidade sindical.

Nesta reunião o SINASEFE esteve representado pelos diretores: Cátia Farago, Fabiano Faria, Paulo Henrique, Paulo Reis, Ronaldo Naziazeno e Sérgio Rodrigues. Também esteve presente o professor Antonio Ernesto Teixeira, do Pará.

Fonte: Sinasefe Nacional

Expediente Interno


Diretoria do Sinasefe-IFSul se reúne com o reitor, Marcelo Bender



Na última segunda-feira, 25, as Coordenadoras de Ação, Daiani Luche, Maria Lúcia Monteiro e Stela Pinheiro, e os Coordenadores de Organização do Sindicato, Osni Rodrigues e Paulo Martins, realizaram a primeira reunião da nova gestão com o reitor do IFSul, Marcelo Bender.

Na reunião foram abordados temas sensíveis aos servidores, como o ponto eletrônico e a alteração dos laudos de insalubridade e periculosidade. O Sinasefe-IFSul enfatizou que está disponível para sanar dúvidas e problemas relacionados aos laudos, apresentados pelos servidores afetados pela alteração. 


O coordenador de organização do Sinasefe-IFSul, Osni Rodrigues, foi formalmente apresentado como representante do Sindicato na Comissão Interna de Avaliação (CIS), com Stela Maris, como suplente. A representação soluciona, assim, a falta de representatividade do sindicato na comissão.

Bender salientou a importância desta presença do Sindicato na CIS e alertou, ainda, para difícil momento político que vivem os trabalhadores. Para Marcelo, as perdas podem estar apenas começando, o reitor acredita que diversos benefícios – como funções gratificadas e seis horas – podem ser revistos a qualquer momento.

Marcelo se comprometeu em participar da próxima reunião do Conselho de Representantes de Base do Sinasefe-IFSul, marcada para o dia 21 de maio. Com isso, o reitor poderá dialogar com os representantes dos outros campus e ouvir as demandas da categoria.

Durante a reunião foi apontada, também, a necessidade da melhoria da comunicação entre o sindicato e os servidores. O Sinasefe-IFSul está implantando uma nova plataforma digital, que funcionará como um espaço de aproximação e de participação dos sindicalizados. O site deverá ser lançado em três meses.

terça-feira, 26 de abril de 2016

CSP-Conlutas realiza Seminário de Terceirizações

Foi realizado o "Seminário Nacional sobre Terceirização" nos dias 02 e 03 de abril, em São Paulo. Promovido pela CSP-Conlutas, o evento contou com a participação de especialistas, juristas, intelectuais e ativistas sindicais. No total, marcaram presença 54 entidades de 16 estados do país, contabilizando mais de 150 participantes inscritos. Entre as categorias representadas estavam metalúrgicos, servidores públicos federais, estaduais e municipais, petroleiros, bancários, gráficos, urbanitários, metroviários, correios, trabalhadores da área da saúde, educação, conservação/limpeza e construção civil, advogados, comerciários, além de partidos políticos e observadores independentes.

Na saudação inicial do evento, Atnágoras Lopes, membro da Executiva Nacional da CSP-Conlutas, ressaltou a importância da luta contra a terceirização para a Central e a tarefa que está colocada para avançar na elaboração de um posicionamento consensual sobre essa questão no serviço público, tema que foi priorizado no segundo dia do seminário, tendo em vista que no interior da CSP-Conlutas existem diferentes teses.

"A terceirização como desregulamentação das leis trabalhistas e a precarização do Trabalho"

Este foi o tema da mesa de abertura, com os expositores Luis Camargo, procurador do Trabalho; Ronaldo Lima dos Santos, professor da Faculdade de Direito da USP e procurador do Trabalho; Diana Assunção, autora do livro "A precarização tem rosto de mulher", e Guirá Borba do SindMetal de São José dos Campos. Ana Lúcia Marchiori, advogada da central e também da direção do SASP (Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo) foi responsável pela mediação da mesa.

Houve a apresentação do vídeo "Favela Fábrica" que relata a questão da terceirização sob a perspectiva dos operários dessas novas fábricas improvisadas – em sua maioria idosos, mulheres e crianças. O vídeo é uma reportagem especial, produzida pela Agência Pública.

A condução desta mesa de debate conduziu a lamentável constatação de que a terceirização está relacionada às mais graves formas de precarização do trabalho: discriminação de gênero, raça e sexualidade; rotatividade, acidentes; exposição a condições de trabalho análogas à escravidão e mortes. A liberação indiscriminada da terceirização pode piorar o quadro de desigualdades já existentes no mundo do trabalho, intensificando a superexploração dos trabalhadores.

"A terceirização como forma de divisão da classe trabalhadora e as consequências para o exercício para a representação sindical no Brasil"

Foram convidados para debater este tema Jorge Luiz Souto Maior, juiz de Direito; Andrea da Rocha Carvalho Gondim, procuradora do Trabalho, e as representantes da FNTIG (Federação Nacional dos Gráficos), Eliana Lacerda, e da FNP (Federação Nacional dos Petroleiros), Gilvanir Alves. O advogado Aderson Bussinger e a dirigente da CSP-Conlutas Rosália Fernandes coordenaram os trabalhos.

Para os palestrantes, a regulamentação da terceirização trata-se de um retrocesso, de algo mais atrasado do que atualmente existe, o retorno a uma situação anterior à da criação da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). A fragilização das relações trabalhistas também trás como consequência impedimentos à luta e organização sindical. Com refeitórios, vestiários e uniformes que os diferenciam, incentiva-se a percepção discriminatória de que são trabalhadores de "segunda classe". Essa divisão afeta a capacidade de pressionarem por benefícios. Isolados, terão mais dificuldades de negociar de forma conjunta ou de fazer ações como greves.

"A crise econômica e política do Brasil, o avanço da privatização e da terceirização"

O objetivo dessa mesa foi subsidiar o debate sobre terceirização a partir de diferentes posicionamentos sobre a atual polarização política no país diante de um cenário de crise. No dia anterior à realização do Seminário, 01 de abril, a CSP-Conlutas, em conjunto com o Espaço de Unidade de Ação, mobilizou milhares de trabalhadores no país através da realização de um dia nacional de lutas contra as mentiras dos governos e patrões, reforçando uma posição independente, que não anda ao lado dos dois blocos – os governistas e dos setores da direita – que juntos atacam os trabalhadores e retiram direitos da classe trabalhadora.

Os debatedores convidados foram Daniel Romero, representando o ILAESE (Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos); Cézar Britto, ex-presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); Raimundo Cordeiro pelo Sindicato dos Metroviários de SP e Magno Carvalho do Sintusp. A advogada Eliana Ferreira e Sebastião Carlos, o Cacau, pela Executiva Nacional da CSP-Conlutas, coordenaram a mesa.

Quando a crise econômica se aprofunda, os governos e os patrões prontamente se juntam para defender seus privilégios e atacar o emprego e as condições de vida dos trabalhadores. A corrupção também faz parte dessa lógica. Ou seja, tudo aquilo que é para os trabalhadores um aperto, precarização e desemprego, para os agiotas financeiros, empresas, e seus agentes (governos, congresso e também juízes) representa maior lucro e altíssimos rendimentos.

Apesar das diferentes opiniões sobre a iminência do impeachment contra a presidente Dilma – Cézar Britto defendeu continuidade do mandato, enquanto Raimundo Cordeiro se posicionou favorável a novas eleições, por exemplo – foi consensual que nenhum empresário ou nenhum de seus partidos irá contrariar seus interesses em nome da classe trabalhadora, portanto, é preciso que nos unifiquemos em defesa dos nossos direitos e que a luta contra a terceirização é prioritária, pois representa um dos maiores ataques.

Terceirização no Setor Público

As diferenças se expressam diante da melhor política que a central deve adotar em relação aos trabalhadores que já se encontram no mercado de trabalho através de contratos terceirizados e/ou precarizados.

Compuseram a mesa Paulo Barela, da Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Magno Carvalho e Bruno Gilga, do Sintusp. Antônio Radical, do Sintramb, e Eunice Nascimento, do Simpere foram mediadores.

Defender o princípio da garantia de emprego desses trabalhadores terceirizados, esse enorme contingente de trabalhadores superexplorados, com o fim das empresas terceirizadas e a incorporação dos trabalhadores terceirizados ao serviço público. Não defenderemos esse princípio para os apadrinhados do serviço público.

Essa incorporação pode se dar com a estabilidade, efetivação sem concurso, concurso público, exames classificatórios ou outra forma, de acordo com a situação e tradição de cada setor ou categoria profissional, respeitando a autonomia das entidades filiadas.

O acúmulo dos debates realizados neste seminário nacional proporcionará que a CSP-Conlutas vote um posicionamento sobre o tema de "terceirização no serviço público" na próxima reunião da Coordenação Nacional, prevista para os dias 13, 14 e 15 de maio.

Fonte: CSP Conlutas

Parecer jurídico Sinasefe-IFSul


domingo, 24 de abril de 2016

Assembleia Geral apresenta novos representantes do Sindicato


A Assembleia Geral do Sinasefe-IFSul realizada na última quarta-feira, 20, apresentou os novos representantes do Sindicato na CIS e no CONSUP. O coordenador de organização do Sinasefe-IFSul, Osni Rodrigues, é o novo representante do Sindicato na Comissão Interna de Avaliação (CIS), a coordenadora de Ação do Sindicato, Stela Maris, fica como sua suplente. Stela representará o sindicato, também, na Comissão de Discussão do Regimento do IFSul Campus Pelotas, na qual Daiani Luche será suplente. No CONSUP, a coordenadora de ação, Maria Lúcia Monteiro, é a nova representante do Sinasefe-IFSul e Caciane Mesko será sua suplente.

A Assembleia escolheu, ainda, o representante de base do Sindicato para a Plena 149º, que ocorre em São Paulo, entre os dias 29 de abril e 1º de maio. Nei Fonseca (Campus Bagé) irá como representante de base, juntamente com Osni Rodrigues e Leandro Barbosa, que representam a diretoria do Sindicato.

Um dos principais objetivos desta plena é a discussão das teses do 30º CONSINASEFE que, por falta de tempo, não passaram pelo Congresso. Com um tempo de apenas 90 minutos, de acordo com a programação, previsto para este debate, a delegação Sinasefe-IFSul levará o repúdio ao descaso da organização com este tema tão importante para o nosso Sindicato. Além disso, a representatividade das seções é esmagada, enquanto no CONSINASEFE o número de delegados é proporcional ao tamanho da base, na plena cada seção tem direito a somente dois delegados. 

"Seções de todo o país mobilizaram suas delegações para participar do 30º CONSINASEFE, reduzir a discussão das teses a um pequeno ponto de pauta na Plena é um desrespeito com estes delegados e com suas seções" destaca o coordenador de organização do Sinasefe-IFSul, Osni Rodrigues.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

DN discute reestruturação e Plano de Ação do SINASEFE


Reunida no primeiro final de semana do mês de abril (02 e 03/04), em Brasília-DF, a nova gestão da Direção Nacional do SINASEFE iniciou importantes debates a respeito da organização da entidade. Informes de ações judiciais, o Plano de Ação do sindicato e a otimização dos mecanismos de comunicação interna e decisão no colegiado estão entre os itens mais debatidos. A agenda de atividades da entidade, pautada ainda para a 142ª PLENA, também esteve na pauta do encontro.

REESTRUTURAÇÃO
A gestão 2016-2018, eleita durante o 30º CONSINASEFE, pretende reorganizar diversos mecanismos de trabalho para a condução do sindicato, para isto dedicou parte significativa da primeira reunião a este debate. O acesso de todos diretores e diretoras ao email institucional, a criação de grupos de discussão (por WhatsApp, não deliberativo e via email deliberativo), e a disponibilização das contas da DN de forma mais transparente, com linguagem acessível à base integram os encaminhamentos já aprovados e em implantação.

REPRESENTAÇÕES
Em relação a representatividade do SINASEFE em espaços como a CSP-Conlutas, a CEA e na CNS, o colegiado também efetuou debates significativos, visando garantir a participação das chapas que compõem a gestão, respeitada a proporcionalidade. No caso da Comissão Nacional de Supervisão (CNS) a solicitação de aumento na representação já foi apresentada ao governo.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Assembleia Geral do Sinasefe-IFSul



A direção da Seção Sindical IFSul, dentro de suas atribuições legais, convoca seus filiados para Assembleia Geral a ser realizada no dia 20/04/2016, às 10 horas em primeira chamada e as 10 horas e 15 minutos em segunda e última chamada, na sede do Sindicato.


Ordem do dia:
- Informes;
- Divulgação dos nomes dos novos representantes sindicais junto ao CONSUP e CIS.
- Escolha do Delegado de Base para participar da 142ª Plena.



                                                  Pelotas, 18 de Abril de 2016.


Maria Lúcia Monteiro
Coordenadora de Ação

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Confirmação de Inscrição no II ENE - Etapa Estadual


Solicitamos a todos os sindicalizados do Sinasefe-IFSul, que realizaram a pré-inscrição no II Encontro Nacional de Educação - Etapa Estadual, que formalizem a sua inscrição até quarta-feira, 20 de abril.

As inscrições podem ser feitas diretamente na página do Encontro Estadual, através do link: https://docs.google.com/forms/d/1tZVacmYm6KOGuCV3mN8y_gq_hbQIlj2DQ2SgeniAzaM/viewform

Ainda esta semana, o Sindicato entrará em contato com todos os inscritos para marcar uma reunião de organização para o evento.

Plantão da Assessoria Jurídica


sexta-feira, 15 de abril de 2016

Assembleia Local de Pelotas debate Insalubridade e Periculosidade, PLP 257 e Etapa Estadual do II ENE


A Assembleia Geral da cidade de Pelotas, realizada na noite de quarta-feira, 13, abordou temas bastante sensíveis aos servidores, como alteração dos laudos de insalubridade e periculosidade e o perigoso PLP 257, que representa mais uma terrível ameaça aos direitos dos trabalhadores.
Durante os informes, a Coordenadora de Ação, Maria Lúcia Monteiro, destacou a participação da delegação do Sinasefe-IFSul no 30º CONSINASEFE, realizado em março. A delegação, mais uma vez, teve papel de destaque no congresso e exerceu grande pressão por mudanças na organização do evento. "Mais uma vez, vimos o debate das teses ser atropelado por manobras dos coletivos de nosso sindicato. Este tipo de situação é inaceitável e deve ser fortemente combatida", destacou.

Insalubridade e Periculosidade
            A assessoria jurídica do Sinasefe-IFSul participou da Assembleia Geral, esclarecendo dúvidas e recomendando aos sindicalizados que levem os seus laudos para avaliação da assessoria.
            Sobre estas avaliações, o advogado do Sinasefe-IFSul, Henrique Giusti Moreira, informou que nos dias 18, 19 e 20 de abril serão realizados plantões das 16h às 18h, na sede do Sindicato. O objetivo é atender os sindicalizados com dúvidas ou problemas relacionados aos seus laudos de insalubridade e periculosidade.

II Encontro Nacional de Educação
            O representante do Sinasefe-IFSul na organização do Encontro Nacional de Educação – ENE, Osni Rodrigues, apresentou informes sobre a Etapa Municipal do ENE, realizada na última sexta-feira, 8. Ele falou, ainda, sobre a organização da etapa estadual, que ocorre entre os dias 21 e 23 de abril, em Porto Alegre, e reforçou o convite para que os sindicalizados do Sinasefe-IFSul participem do Encontro.

PLP 257
            Maria Lúcia dez uma breve apresentação do PLP 257 – que tramita na Câmara e que ataca diretamente os interesses dos trabalhadores e constrói amplas garantias de remuneração do capital financeiro. Após, foram distribuídos materiais informativos, que visam dar condições para o debate no âmbito de nosso Sindicato.
O PLP foi anunciado pelos ministérios da Fazenda e Planejamento como um pacote de medidas voltadas para a contenção de gastos públicos, e, no dia 22 de março, chegou à Câmara dos Deputados na forma de projeto de lei. Além do possível congelamento salarial, a matéria prevê corte de até 30% em despesas com benefícios pagos a servidores e programas de demissão incentivadas para atingir eventuais metas fiscais que estejam sob risco de não serem alcançadas.

domingo, 10 de abril de 2016

Sinasefe-IFSul convida seus Sindicalizados para a Etapa Estadual do II ENE


O Sinasefe-IFSul convida seus sindicalizados para a Etapa Estadual do II Encontro Nacional de Educação - ENE. O encontro será realizado em Porto Alegre, entre os dias 21 e 23 de abril e irá reunir estudantes e trabalhadores da educação de todo o estado. As discussões realizadas durante os três dias do evento serão sintetizadas em um documento que será remetido ao II ENE, que acontece em junho, em Brasília.

Os sindicalizados do Sinasefe-IFSul interessados em participar do evento devem preencher o formulário disponível em: http://goo.gl/forms/LArfjTXj1D.

II Encontro Nacional de Educação - Etapa Estadual
Quando: de 21 a 23 de abril de 2016
Local: Porto Alegre/RS
Pré-Inscrição: http://goo.gl/forms/LArfjTXj1D

sábado, 9 de abril de 2016

Nova diretoria do Sinasefe-IFSul toma posse

A nova diretoria do Sinasefe-IFSul, biênio 2016-2017, e integrantes do Conselho Fiscal do Sindicato tomaram posse, na noite desta sexta-feira, 8. A cerimônia ocorreu durante a Assembleia Geral, na Sede do Sindicato. Prestigiaram a cerimônia novos e antigos membros da diretoria, sindicalizados e colaboradores do Sinasefe-IFSul.

Gestão União Classista
Esta é a primeira diretoria que assume o Sindicato após a última alteração do regimento que extinguiu as eleições proporcionais. Com isso, a chapa União Classista assume integralmente a gestão do Sindicato. O grupo defende um sindicalismo classista, que luta pela união sindical em todas as esferas e a consolidação do multicampismo no Sindicato.

Organização das pastas
Na manhã de sábado, 9, a nova diretoria do Sindicato realizou a sua primeira reunião geral, na qual definiu a distribuição dos cargos na nova gestão. Pela primeira vez, o Sinasefe-IFSul terá na composição de seu Colegiado de Ação apenas mulheres. Mais uma vez, o Sindicato se mostra pioneiro no avanço da diversidade de gênero, realidade ainda muito distante para diversas entidades.
Na reunião, foram discutidas, ainda, questões pertinentes à organização do trabalho, comunicação e a participação do Sindicato em eventos próximos.
Veja a nova organização do Sindicato:

Colegiado de Ação
Daiani Luche
Maria Lúcia Monteiro
Stela Maris Lopes

Colegiado de Organização
Ana Luiza Schneider 
Osni Rodrigues
Paulo Martins Soares

Colegiado de Formação Sindical 
Francilon Simões

Colegiado de Políticas Educacionais
Leandro Barbosa

Colegiado de Cultura e Lazer
Gilberto Pedroso

Colegiado de Aposentados
Tolentina Rodrigues

Suplentes:
Caciane Mesko
Nádia Rodrigues 
Paulo Batista 
Vitor Gonçalves Dias 

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Sinasefe-IFSul assina contrato para criação de novo website

O coordenador de ação do Sinasefe-IFSul, Rogério Guimarães assinou, nesta quinta-feira, 8, o contrato para elaboração do novo website do Sindicato.
 O projeto estudado com a participação do diretor Paulo Baptista deverá ser implementado em várias etapas e faz parte do conjunto de ações da gestão que se encerra postas em prática visando ampliar e qualificar a comunicação do Sindicato com seus sindicalizados.
O Sinasefe-IFSul possui, atualmente, um blog: http://sinasefeifsul.blogspot.com.br e uma página no Facebook: https://www.facebook.com/IFSulSINASEFE, onde os sindicalizados acompanham as notícias, coberturas fotográficas e agenda de atividades do Sindicato.
Com o novo site, a ideia é ampliar o acesso à informação, com consultas e downloads de documentos, por exemplo, e, também, criar um espaço de participação para os sindicalizados, com a possibilidade de realizar consultas de opinião através do novo ambiente digital. 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Pelotas recebe etapa municipal do II Encontro Nacional de Educação - ENE


A etapa municipal do II Encontro Nacional de Educação - ENE acontece nesta sexta-feira, 8 de abril, no auditório do IFSul Campus Pelotas. O evento terá início às 9h com a mesa: Por um projeto classista e democrático de educação. Durante a tarde serão realizados os grupos de discussão dos eixos do II ENE e, a partir das 18h, ocorre a plenária final de sistematização do evento.

O II Encontro Nacional de Educação acontece entre os dias 16 e 19 de junho, em Brasília. As plenárias serão realizadas na Universidade de Brasília (UnB) e os alojamentos ficarão no Instituto Federal de Brasília. O encontro tem como mote "Por um projeto de educação classista e democrático" e é composto por seis eixos de abordagem: avaliação, financiamento, acesso e permanência, gestão, formação do trabalho docente e gênero, questões étnicoraciais e diversidade sexual. A etapa estadual, em Porto Alegre, será entre os dias 21 e 24 de abril.
Confira a programação completa da etapa municipal:

9h: Mesa de abertura: Por um projeto classista e democrático de educação
Juca Gil - UFRGS
Luis Borges - IFSul
Marianna Rodrigues - UFCSPA
14h: Grupos de discussão sobre os eixos do II ENE
1) Gestão
2) Financiamento
3) Trabalho e formação docente
4) Avaliação
5) Acesso e permanência
6) Gênero, sexualidade, questões étnico-raciais
18h: Plenária final de sistematização

quarta-feira, 6 de abril de 2016

CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL

A Diretoria Executiva da Seção Sindical IFSul do SINASEFE, dentro de suas atribuições legais, convoca os(as) servidores(ras) para a Assembleia Geral, a qual será realizada no dia 08/04/16 (sexta-feira), às 19 horas em primeira chamada e 19 horas e 15 minutos em segunda e última chamada, na sede do Sindicato.

Ordem do dia:
- Informes;
- Homologação do resultado do processo eleitoral;
- Posse da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal.

                                                   Pelotas, 04 de abril de 2016.

                                                    Rogério Coelho Guimarães
                                                      Coordenador de Ação  

terça-feira, 5 de abril de 2016

14/04: ato dos SPF denunciará PLP 257/2016 e cobrará serviços públicos de qualidade

Na manhã de quarta-feira (30/03) o SINASEFE participou da reunião do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasef). O encontro discutiu, dentre outros temas, a mobilização em torno do ato público marcado para o próximo dia 14 de abril, em Brasília-DF. Além de denunciar os ataques previstos no PLP 257/2016 (anti serviço público), a atividade vai cobrar respostas efetivas à pauta protocolada no último dia 16/03.

CONJUNTURA
As entidades participantes apresentaram seus informes e fizeram uma breve análise da conjuntura e da importância de manutenção da mobilização em torno da Campanha Unificada dos SPF 2016. O SINASEFE destacou que a nova gestão da entidade, eleita no 30º CONSINASEFE, se reunirá no próximo final de semana na capital federal e tratará o Fonasef como uma de suas prioridades, buscando garantir, dentre outros aspectos, a sua representação em todas reuniões do espaço.

ATO PÚBLICO
O ato público, já aprovado desde a reunião ampliada de fevereiro, deve contar com a participação das diversas categorias de Servidores Públicos Federais (SPF). A concentração, a princípio, se dará no Ministério do Planejamento (MPOG), a partir das 9h da quinta-feira 14/04/2016. Este será o primeiro ato da Campanha Unificada dos SPF 2016. Baixe o cartaz do evento: PDF ou JPG.

PROJETO DE LEI 257/2016
Apresentado no último dia 22 de março sob regime de urgência constitucional na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei Complementar nº 257/2016 se configura como um sério ataque aos trabalhadores. Batizado de pacote anti-serviço público, o texto vincula o crescimento das despesas de pessoal (das três esferas) ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Sob o argumento de controlar os gastos, o governo poderá suspender o aumento real do salário mínimo e reduzir o quadro de pessoal do funcionalismo público por meio de programas de demissões voluntárias. Quem decidirá o quanto poderá ser gasto pelo governo será o Congresso.

Primeira fase – A primeira restringe a ampliação do quadro de pessoal, do reajuste real de salários do funcionalismo, além de cortes de gastos discricionários, administrativos e com cargos de confiança.

Segunda fase – A segunda medida é a proibição de aumentos nominais de salários de servidores e concessão de novos subsídios e desonerações; também seriam adotados mais cortes de gastos discricionários, administrativos e dos cargos comissionados.

Terceira fase – Suspende-se reajustes reais do salário mínimo, benefícios de servidores são cortados em até 30% e implantado programa de desligamento voluntário ou licença temporária no funcionalismo federal.

NOVA REUNIÃO
O fórum se reunirá novamente na próxima terça-feira (05/04) e até lá vai preparar a divulgação de cartaz e boletim de convocação para o ato público.

REPRESENTAÇÃO
O coordenador-geral Fabiano Faria (SINTIFRJ) e o suplente Paulo Reis (FORMOSA-GO) representaram o SINASEFE neste espaço.

Aposentados iniciam agenda de atividades 2016

O Colegiado de Aposentados do Sinasefe-IFSul iniciou oficialmente, na última quinta-feira,31, a sua agenda de atividades sociais de 2016. O tradicional "Chá dos Aposentados" lotou o salão de festas do Sindicato e teve como tema o Dia Internacional da Mulher.
A coordenadora de aposentados do Sindicato, Tolentina Rodrigues, aproveitou a ocasião para agradecer ao grupo por todo apoio e confiança depositados em seu trabalho, durante o seu primeiro mandato no colegiado. A coordenadora encerrou sua fala sob aplausos acalorados dos colegas aposentados.

Continuidade no Trabalho

A coordenadora de Aposentados, Tolentina Rodrigues, permanece em seu cargo para a gestão 2016-2017. Ela atuará, agora, ao lado da vice-coordenadora, Nádia Rodrigues, ambas eleitas pela chapa União Classista, no processo realizado no dia 30 de março.









quinta-feira, 31 de março de 2016

Sindicalizados do Sinasefe-IFSul votam na eleição para a Diretoria e Conselho Fiscal

Sindicalizados de todas as unidades do Sinasefe-IFSul foram às urnas, na última quarta-feira, 30, para eleger a nova Direção Executiva e o Conselho Fiscal do Sindicato. Com 15 locais de votação, esta foi a maior eleição realizada pelo Sinasefe, viabilizando a participação de todos os sindicalizados da base.

Votação
Nas urnas em que foram computados os votos a chapa União Classista , única concorrente,obteve 268 votos.

Conselho Fiscal
Com 98 votos, a servidora do campus Sapucaia do Sul, Marlise Vitcel, foi a primeira colocada na eleição para o Conselho Fiscal. seguindo-se Marco Antônio Vaz,  76 votos e Flávio Moraes Martins, com 46 votos.
 Rony Centeno e Francisco de Assis Ferreira,  obtiveram, respectivamente, 35 e 18 votos.

Urnas Impugnadas
Duas urnas tiveram seus votos impugnados na eleição 2016 do Sinasefe-IFSul. Foram encontradas divergências entre o número de assinaturas e de cédulas nas urnas dos campus Pelotas e Sapucaia do Sul, inviabilizando, assim, por decisão da Comissão Eleitoral, a contagem destes votos. 

Recursos 
A partir desta divulgação, todo sindicalizado que não concordar com o resultado apresentado pela Comissão Eleitoral 2016 do Sinasefe-IFSul tem até segunda-feira, 4, para entrar com um recurso. Somente após este período será divulgado o resultado final do processo eleitoral.